No dia 11 de março de 1969, na gestão do então prefeito de Paranavaí o Sr. Dioniso Assis Dal-Prá, junto com o pecuarista Carlos Bergamini e o agrônomo Vitorio Obata, surgiu a primeira iniciativa de se criar uma exposição agropecuária e a estrutuaração de um parque de exposições. Após alguns meses de pesquisa, técnicos SUDESUL (Superintendência de Desenvolvimento da Região Sul), a região de Paranavaí foi considerada o maior centro pecuário paranaense, sendo eleita a maior e melhor região para o desenvolvimento pecuário do Brasil, combate aftosa e o maior rebanho bovino do Paraná. Com a região valorizada, congitou-se construir o maior parque de exposição da América Latina.

Para ter referência sobre parques de exposições, o prefeito da época, Dionísio Assis Dal-Prá  percorreu parques de Curitiba, Londrina no Paraná e Uberaba em Minas, analisando as instalações para então começar a construção de um parque de exposições em Paranavaí.

Foi então destinada uma área de 13 alqueires paulista localizados entre a cidade de Paranavaí e o Distrito de Sumaré, frente à antiga Rodovia do Café, hoje nominada BR 376, para a construção do parque de exposições denominado pelo prefeito Dinísio Dal-Prá como “Parque Presidente Arthur Costa e Silva”, homenageando o militar, político e vigésimo sétimo Presidente brasileiro.

No dia 03 de agosto de 1969, o prefeito de Paranavaí, Dioniso Assis Dal-Prá juntamente com o governador do Estado do Paraná, Paulo Pimentel lançaram a pedra fundamental no local onde começaria a ser construído o então projetado maior parque de exposições da América Latina. No acontecimento estiveram presentes o secretário de viação municipal Sr.Nelson Leal, o secretário da agricultura do Estado Sr.Oscar Amaral, o deputado federal Sr.Alidio Ayres de Carvalho.

No dia 9 de janeiro de 1970, foi lançado um concurso para escolha do projeto arquitetônico para a construção do Parque Presidente Arthur Costa e Silva. Vários engenheiros e arquitetos do Paraná e de outros estados se inscreveram e apresentaram seu trabalhos. Os ganhadores do concurso foram o engenheiro  Adalberto Alves de Souza Sobrinho e o arquiteto Andrade Carlos Moreira, que no dia 14 de abril de 1970 visitaram o local onde começariam as obras.

Então no dia 15 de abril do mesmo ano foi iniciada as obras para a construção do Parque Presidente Arthur Costa e Silva, gerando trabalhos para muitos homens da região.

Em 31 de outubro de 1970, foi  programada uma reunião no Sindicato Rural promovida pela Secretaria da Expansão Econômica do Município para tratar assuntos da 1º Exposição Agropecuária de Paranavaí. Começaria ali, um série de progressos e conquistas que mudaria a história das exposições agropecuárias do noroeste do Paraná. Dava-se inicio as atividades no Parque Presidente Arthur da Costa e Silva.